VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTOJUVENIL

Posted by & filed under .

18 DE MAIO É O DIA NACIONAL  DE COMBATE AO ABUSO E À EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

 

Em atenção ao seu compromisso em atuar em prol dos direitos das crianças e adolescentes, a ABRA não poderia esquecer desta data e, em função disso, ela o convida a fazer parte da atitude de “conscientização, sensibilização e mobilização de todos no combate ao abuso e à exploração sexual contra  crianças e adolescentes”.

  • Você sabia que qualquer pessoa pode denunciar caso de violência sexual contra a criança e o adolescente?
  • Se você sabe de algum caso de violência contra a criança e o adolescente, DENUNCIE!
  • Assista a este vídeo para entender o caminho da denúncia:  https://youtu.be/r07f0niIWSY (Que abuso é esse? Episódio 08: O caminho da denúncia | Canal Futura)
  • A denúncia pode ser feita principalmente para o DISQUE 100 e para o CONSELHO TUTELAR da sua cidade
  • Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é crime! DENUNCIE.
  • O Conselheiro Tutelar é o principal responsável por zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, confie nele
  • Os professores e os profissionais de saúde também são importantes para o enfrentamento da violência sexual contra a criança e o adolescente, procure-os, eles saberão como ajuda-lo a prevenir e a parar com a violência sexual
  • A criança e o adolescente que estiverem sendo ameaçados ou com seus direitos violados por qualquer pessoa, mesmo que um parente, podem denunciar para o professor ou para um profissional de saúde, que eles saberão o que fazer e encaminharão a denúncia para o CONSELHO TUTELAR e este requisitará a devida proteção
  • É dever de todo cidadão proteger a criança e o adolescente e mantê-los a salvo de qualquer forma de negligência, violência, crueldade, exploração e discriminação, FAÇA A SUA PARTE
  • E sobre a COVID-19, que impôs distanciamento social, é recomendação do CONANDA que: “este cenário pode ampliar a vulnerabilidade de crianças e adolescentes a situações de violência no ambiente doméstico/familiar, Conselhos Tutelares e Serviços de Saúde e demais serviços da rede de proteção devem implementar ações para enfrentar o aumento dos casos de violência contra crianças e adolescentes”.

Comments are closed.