floresta amazônica silenciada!

Posted by & filed under .

É difícil surpreender-se, hoje, com as consequências da conduta do homem que não se entende como parte integrante da natureza. Um exemplo, infeliz, disso, é o assassinato do casal de ambientalistas ocorrido recentemente, os líderes extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva.

É impressionante como o homem não satisfeito em destruir a natureza ainda quer calar as vozes que manifestam a dor da floresta amazônica.

A verdade é que, mais que ser instruído, o homem precisa ser educado, verdadeiramente educado. Isto é, se o homem, de algum modo, não for educado para ser bom, fraterno, justo e solidário, certamente, estará fadado a cometer atrocidades dessa espécie. Ele atenta contra a vida em busca do ter.

Nesta oportunidade, não é desprezível expor a nossa insatisfação com os paliativos que o poder público federal colocou à disposição dos marcados para morrer, por exemplo, liberar uma verba inócua de quinhentos mil reais para fiscalização. Essa pseudossolução demonstra que o Estado não reúne compreensão abrangente da gravidade acerca do que ocorre no Pará.

O poder público federal tem que saber que as pessoas não são ignorantes.

Comments are closed.